Lobo Brasil
.



Lobo Internacional: Español
.


INFORMAÇÕES
Pergs. & Resps.
Enciclopédia
Notícias
Curiosidades
Bibliografia
Artigos
Entrevistas

REVISTAS
Lista completa
Gibi por gibi
Referências
Todas seções

ALÉM DOS GIBIS
Cinema
Cards
Jogos
Todas seções

IMAGENS
Geral
Pensamentos
Arte original
Todas seções

NO MUNDO
Brasil
Estados Unidos
Portugal
Todos países

DOWNLOADS

LINKS

FALE CONOSCO
.


Informações - notícias
Reflexos de Lobo em “52” - parte 1

(06/09/2006)

"52" #17Semana passada, na reportagem sobre “52” #17, avisamos que toda vez que Lobo aparecesse em alguma edição da maxissérie que traz o “ano pulado” do Universo DC, faríamos uma rápida análise de sua participação, mesmo que se aparecesse num reles quadrinho.

Só para complicar, resolvemos ampliar um pouco esse nosso “projeto”. Como a revista é publicada nos Estados Unidos todas  quartas-feiras, mas as análises serão publicadas às quintas, vamos trazer toda (ou quase toda) semana, na quarta, uma série de reportagens sobre os reflexos das participações de Lobo na série, só para dar um gostinho para quem estiver esperando a confirmação da participação (ou não) de Lobo na edição da semana.

Bom... Para começo de conversa, vamos conferir a entrevista que o editor da série, Steve Wacker, deu ao site Newsarama. O pontos mais interessante foi quando ele admitiu ser fã de Lobo. Ao menos, fã das minis de Alan Grant, Keith Giffen e Simon Bisley, além da rápida passagem do Maioral pela Liga da Justiça cômica. Ele só leu a série regular de Lobo recentemente, por conta de “52”, e admitiu que achou o gibi bem melhor do que havia imaginado.

De qualquer forma, ele e os demais responsáveis pela série resolveram seguir o que Wacker chamou de “Lobo clássico”. Ele também confirmou o que até então era um boato: Dan DiDio (vice-presidente executivo da DC Comics) realmente queria matar Lobo durante a mini “Crise Infinita” e se livrar para sempre do personagem, que ele não considerava viável na nova direção que queriam dar ao Universo DC.

Quanto à história de “52” #17, Wacker garantiu que a ajuda que Lobo está dando a Estelar, Adam Strange e Homem-Animal é por dinheiro mesmo (para detalhes da trama, confira a análise da semana passada). Já quanto ao fato que mais assustou os fãs (a afirmação de que Lobo se juntou a uma Igreja), não era apenas uma força de expressão ou um equívoco da Estelar. Wacker garantiu que “iremos encontrar mais sobre o renascimento espiritual de Lobo nas próximas semanas”. Para a entrevista completa, em inglês, clique aqui.

Na avaliação semanal de “52” no site da Wizard, eles também dão um bom destaque à participação de Lobo, mas nada diferente do que já comentamos (para ler o texto deles, em inglês, clique aqui). Idem para a reportagem da Comics Book Resources, que é encontrada clicando aqui. Ambos estranhando a questão da Igreja, especialmente pelo fato de Lobo ter arrancado a cabeça de Devilance após estripá-lo.

Por fim, no site dedicado à maxissérie, que “simula” uma edição online do Planeta Diário, há uma “reportagem” de Clark Kent intitulada “Sinal misterioso do espaço recebido” (está em inglês, claro). Basicamente, é uma reportagem sobre sinais que os laboratórios STAR receberam do espaço durante suas buscas por sinais dos três heróis perdidos. São palavras soltas, como “bastisch”, “feetal’s giz”, “stupid” e coisas do gênero. Provável referência à conversa que Lobo e Estelar têm no vácuo (e da qual só há balões vazios). Para ler o texto original em inglês, clique aqui.

Agora, é só esperar para conferir se Lobo aparecerá na 18ª edição de “52” ou se teremos que esperar um pouco mais para conferir o desenrolar desse papo de “Igreja”. Ah... Vale avisar: Até sexta-feira, deve ser divulgado no site da DC Comics os rascunhos de Keith Giffen que serviram de base para as ilustrações do gibi. Costuma ter “cenas cortadas” e outras coisas interessantes (que, certamente, apresentaremos por aqui na semana que vem).
.

Lobo Brasil, trazendo serviços indispensáveis à internet desde 29 de outubro de 1997.
Todos personagens citados são, em sua maioria,
© DC Comics, publicados sem autorização, mas com todo respeito ;)
As informações contidas nesse site podem ser usadas livremente, desde que se cite a fonte, preferentemente com link.

Lobo Brasil © 1997-2008, Lucio Luiz